FIPA EFAPA Korea

Em 2013, o EFAPA e o FIPA foram integrados em uma lei chamada "Lei de Incentivo à Agricultura e Gestão Ecológica e Assistência a Alimentos Orgânicos" para preservar a ecologia agrícola eliminando/minimizando o uso de pesticidas sintéticos, fertilizantes químicos, etc. e promovendo o fornecimento de alimentos orgânicos processados.

O princípio fundamental da agricultura orgânica é a produção de alimentos saudáveis a partir de solos equilibrados e férteis. Durante a produção e o processamento, os produtos orgânicos e não orgânicos devem ser separados e a contaminação com substâncias proibidas (sobretudo produtos sintéticos e não certificados) deve ser prevenida. A produção e o processamento de produtos orgânicos devem ser inspecionadas por uma terceira parte acreditada e independente, de acordo com o sistema de inspeção definido nos regulamentos.

A Control Union Certifications é acreditada pelo NAQS (Serviço Nacional de Gestão de Qualidade de Produtos Agrícolas) para atividades de certificação pelo mundo inteiro relacionadas a produtos agrícolas, alimentos processados e ração animal (órgão de certificação número 62).

Para alimentos processados, houve um acordo de equivalência entre a Coreia e os EUA desde 1º de julho de 2014 e entre a Coreia e a UE desde 1º de fevereiro de 2015. Dessa forma, esses países aceitam os programas orgânicos do outro, tornando possível exportar produtos alimentícios como orgânicos sem a necessidade de certificações adicionais. Podem ser aplicadas condições específicas para o rotulamento.